Xangô de Baker Street por Jô Soares

Comecei a ler O Xangô de Baker Street, do genial Jô Soares por acaso e posso dizer com todas as letras que é um dos melhores romances policiais que já tive o prazer de ler. É um romance recheado de criatividade e extremamente bem-humorado.

O livro conta a história da vinda de Sherlock Holmes e Watson ao Brasil, tudo acontece na época do segundo reinado no Rio de Janeiro, onde a musa francesa Sarah Benhardt se apresenta pela primeira vez no Brasil, deixando todo o público brasileiro de joelhos pela “cultura” francesa, incluindo o Imperador.

Acontece que nesse mesmo tempo desaparece o famoso Violino Stradivarius, que fora presente do imperador à baronesa Maria Luíza. Com esse episódio, a musa francesa, aconselha Dom Pedro II convidar o famoso detetive inglês para a investigação, pois este poderia facilmente solucionar o acontecido.

Assim, quando o detetive e de seu parceiro chegam ao Brasil, dão início as investigações. Os momentos hilariantes da obra é quando Jô descreve a tal descoberta do famoso violino e o batizado da caipirinha pelo famoso detetive Sherlock Holmes, e quando Watson é incorporado pela entidade Pomba Gira num ritual de Umbanda.

O enredo conta com figuras completamente inusitadas, como Sarah Bernhardt e Dom Pedro II até mesmo Sherlock Holmes e o indecifrável Dr. Watson, que vem para o Brasil fazer a tal investigação do desaparecimento do violino valioso.

A obra retrata as peculiaridades da capital do país, Xangô de Baker Street é uma comédia policial, com um toque de sensualidade e também um conjunto de pesquisa histórica, revelando todos os detalhes da cidade maravilhosa.

O livro é excelente e vale a pena ser lido, porém para aqueles que prefere assistir um bom filme, tem uma ótima adaptação para o cinema.

Você não pode morrer sem ler este salpicante livro do Jô.

Boa leitura ou bom filme!

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.