Você Pode Curar sua Vida por Louise Hay

Li este livro e outros dessa autora maravilhosa quando trabalhava no Banespa, lá tínhamos uma biblioteca geral excelente e assim conheci e amei os livros dela, em Você Pode Curar Sua Vida, a autora enfatiza que “Você é inteiramente responsável por sua vida”.

No livro ela discorre sobre a influência que as emoções exercem sobre nossa atitude perante a vida e, como a somatização de emoções negativas pode nos conduzir à diversas doenças.

Inúmeras pesquisas foram realizadas como o intuito de se com provar tal crença. Contudo, avançamos bem pouco se considerarmos nosso potencial e o quanto usufruímos do mesmo. Diz-se que não usamos sequer 10% de nosso potencial.

Louise faz um passeio pelas diversas áreas da vida humana. trabalho, amor, saúde, relacionamentos, todas analisadas de maneira bastante objetiva. Cada capítulo se encerra com uma oração que funciona como uma forma de se “limpar a mente” de pensamentos e crenças negativas acumulados até então.

No final do livro, encontramos uma espécie de lista de vários tipos de doenças correlacionadas com as emoções que as geram.

Segundo Louise Hay, existe em nós uma crença enraizada e bastante comum, de que “não somos bons o bastante”. Isso geraria em nós uma baixa autoestima e, consequentemente, o sentimento de que não merecemos ser felizes. A partir desse pensamento, criamos em nós emoções negativas e agimos de maneira autodestrutiva.

A mudança primordial que a autora destaca baseia-se na maneira como nos enxergamos. A capacidade que tenho de me amar e me aceitar da forma como sou, determina o respeito por mim mesma e pelo outro. Desta feita, à medida que sou capaz de amar o outro, é determinada pelo amor que alimento por mim mesma e eu concordo com a autora.

Acredito que primeiro precisamos nos amar, para depois e só depois sermos capazes de amar o outro. Destaco ainda, que existem pessoas que é impossível amá-las, aliás é difícil até de respeitá-la, o básico em qualquer relação humana.

Neste contento, é imprescindível que aprendamos a perdoar os erros dos outros, mas, sobretudo, nossos próprios enganos. Faz parte da estrada da vida, cair e levantar.

Ser humilde, compreensivo, amoroso, conosco, é evidentemente uma das formas mais sublimes de se aprender a amar.

Afinal, só o amor cura!

É o que aprendi com o livro, isso na teoria, pois é muito difícil pôr em prática no dia-a-dia, pelos para mim…digo isso sinceramente…porque por mais que eu queira ser e viver tudo isso…a vida foge do controle quase sempre…

É uma leitura que se deve reler, reler e reler, não dá para ler uma única vez…não é esse tipo de livro. Altamente recomendável para vida plena e feliz. Eu mesma vou ler novamente. Talvez até faça uma nova resenha, afinal, faz tanto tempo que este livro.

Boa Leitura e até o próximo post!

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.