O homem delinquente por Cesare Lombroso

O Homem Delinquente, obra de Cesare Lombroso, médico especializado em psiquiatria, nascido em Verona na Itália em 1835 e falecido em 1909, aos 73 anos.

Como a maioria dos estudiosos em Criminologia conhece, Lombroso se destacou no desenvolvimento social do ser humano, principalmente nos fatores criminológicos da sociedade e na psicologia do criminoso somados ao ambiente deste.

Nesta obra, o autor nos apresenta a concepção de que o homem possui tendências a cometer delitos contra seu semelhante e contra outros seres vivos e isso nada tem haver com a subcultura ou sociedades desfavoraveis.

Para Lombroso todo criminoso traz em sua característica física a marca de sua tendência criminosa, ou seja, um criminoso nato, já nasceu criminoso; esta é a teoria lombrosiana.  Para o autor, todo criminoso possui traços que indicam sua criminalidade “assassino com cara de assassino.

No livro, o autor relata que os indivíduos que se tatuam são maus elementos, selvagens ou delinquentes, e cita as prostitutas e outros individuos como exemplo.

O autor também salienta que os indivíduos que possuem mais marcas no corpo, tem a tendência ao delito, e que muitas crianças já apresentam perfis criminosos.

Na obra, o autor utiliza de estudos científicos para justificar suas teorias, relatando que o tamanho da mandíbula, a estrutura óssea e a hereditariedade podem interferir nos traços psíquicos e fisiológico do ser humano.

Para Lombroso o criminoso não é totalmente vítima das circunstâncias sociais desfavoráveis, mas sofre pela tendência genética para o mal, sendo a delinquência em tese uma doença.

Cesare Lombroso contribuiu e muito para uma visão crítica e analítica do ponto de vista humano, médico e psiquiátrico.

Dito isso, observa-se que atualmente a maioria das pessoas sofrem do “tipo lombrosiana”, ao julgar alguém pela aparência, ou a julgar com base em preconceitos, um dos problemas sociais mais graves no Brasil.

Leitura altamente recomendável, principalmente para os estudiosos de criminologia e afins.

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.