O Apanhador no Campo de Centeio por J. D. Salinger

Faz muito tempo que eu queria ler este livro, mas como não havia sido tocada pelo título, fui deixando para outro dia e graças a Deus, esse dia chegou. O livro é deveras interessante, se soubesse como era bom já tinha lido há tempos. Leve, objetivo e como posso dizer harmonioso. Um livro muito gostoso de ler é isso!

Sem mais delongas, vamos à história, esta é contada por um jovem de dezessete anos, Holden Caulfield, ele narra um aventura vivida aos dezesseis, quando fora expulso do terceiro colégio e decidira retornar imediatamente à casa dos pais.

Este jovem inicia uma viagem, uma jornada por Nova Iorque, passando por hotéis, bares e o Central Park. Holden é herói e vilão ao mesmo tempo, é rebelde, sensível e ama a irmã acima de tudo, mas também é irresponsável, mentiroso e covarde.

É o adolescente rico, desajustado, vítima do capitalismo dos Estados Unidos, na década de quarenta, que permite-lhe transitar pelos prazeres mundanos, que, no entanto, são repletos de pessoas interesseiras, falsas e tudo que sabemos somos nós, os seres humanos.

Em dado momento, Holden Caulfield é assediado pelo professor que admira, o mesmo que dissera que ele estava caindo, tentando mostrar-lhe a anormalidade. A descoberta da homossexualidade do professor o deixa enojado e consegue fugir do apartamento.

Em outro momento, encontra outros adolescentes, entre eles uma ex-namorada que julgava ainda amar, porém, constatou que era estúpida, assim como os demais ali.

Seu universo social era de débeis, vazios. Holden perambula pela cidade, à procura de si mesmo, de um sentido para continuar a viver, e rememora momentos marcantes de sua vida. Neste trecho, o livro me fez lembrar Dibs, outro livro que li na juventude…

Enfim, voltemos a Holden, entre eles, quando a irmã pergunta-lhe porque é rebelde, porque se autodestruía e porque não gostava de nada. Ele, angustiado, depressivo, evocou a imagem criada pelo poeta escocês Robert Burns, uma metáfora de sua vida. Imaginou um campo de centeio repleto de crianças brincando e a si na borda do abismo apanhando as que caíam! Assim sentia-se, um reflexo de sua geração.

A obra é uma narrativa de formação, no decorrer do texto, o protagonista se formou. Holden sai de um colégio rígido, no interior do estado de New York para viver, finalmente, a vida com que sonhava. O texto é um mergulho profundo no universo de Holden Caulfield, ou seja, no universo adolescente.

Uma leitura gostosa e fascinante, só lendo mesmo para saber, amei em todos os sentidos!

Livro altamente recomendável!São Paulo, SP, Brasil

Gostou? Então, espalhe esse post por ai!

Um comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.