Ensinamentos do livro Capitães da areia

Olá, leitores!

Escrito em 1937 pelo autor baiano Jorge AmadoCapitães da Areia é um livro que conta a história de meninos moradores de rua de Salvador. Oriundo de uma onda regionalista na literatura, o romance relata o cotidiano de garotos marginalizados e abandonados a sua própria sorte. Para sobreviver, os garotos vivem de roubos e o grupo ,que foi reunido para a prática desses roubos, recebe o nome de Capitães da Areia.

Os garotos moram em um armazém abandonado na cidade e desde muito cedo são obrigados a amadurecer para que possam sobreviver em uma cidade conservadora que tão logo parece os rejeitar, dado a sua condição de misériaOs Capitães da Areia seguem regras para que se organizem as coisas de acordo com a realidade. Seguem as ordens de um líder, que atende pelo nome de Pedro Bala.

O que o livro ensina?

Todos os personagens do livro têm características onde eles se destacam e em algumas vezes geram apelidos para eles. Além de Bala, o líder, mais cinco meninos fazem parte dos Capitães; mais tarde, uma moça se incorpora ao grupo e se torna a primeira Capitã.

João Grande é o segundo comandante dos Capitães, e se destaca por sua bondade e seu porte físico avantajado. Professor é o mediador do grupo, leitor voraz e exímio desenhista. Volta-Seca, afilhado de Lampião, deseja tornar-se um cangaceiro.

Gato, malandro e sedutor, se envolve com uma prostituta. Era ágil, elegante e sempre andava bem arrumado. Pirulito, extremamente religioso, sonhava em ser sacerdote. Sem-Pernas, coxo, se aproveitava se sua limitação física para ser o espião do grupo. Boa-Vida era o mais preguiçoso do grupo. Dentre outros Capitães podemos citar o GringoBarandão e Almiro.

Os meninos contam com a ajuda de diversas pessoas na cidade. Dentre estes, podemos citar o Querido-de-Deus, capoeirista; a Don’Anninha, mãe de santo; João de Adão, líder dos estivadores e o Padre José Pedro. Por fim, se incorpora aos Capitães, uma menina, chamada Dora.

Em um contexto de Brasil no início de sua República Nova, a conservadora Bahia vê os meninos como escória social. Com uma breve exceção do Padre, os que ajudam os Capitães da Areia não têm um contato exato com a elite; não são marginalizados como as crianças seriam, mas também não pertencem a mais alta casta da sociedade soteropolitana.

Os capítulos do livro são acompanhados de notícias sobre os Capitães da Areia que refletem seus atos e indicam o pensamento da cidade em relação a estes, quase sempre de rechaço e desprezo.

A importância da obra

livro-aberto

A obra é extremamente rica, profunda e essencial para a literatura escolar. Diferentemente de outras obras do período, os Capitães da Areia não são analisados de uma perspectiva policial, mas de uma conjuntura social. Todos eles estavam ali por conta de tragédias pessoais que os levaram até a rua e o modo de vida que eles tomavam é o que os ajudou a sobreviver.

análise social da obra também se guia através do conceito de luta de classes; há uma perspectiva voltada para a esquerda nas entrelinhas dos relatos. Isso pode ser percebido principalmente através de dois personagens: Bala é filho de um líder sindical morto por policiais; João de Adão é o líder político dos estivadores e muito ajuda os Capitães.

Cada um dos Capitães se percebe muito carente de afeto e abre mão da sua infantilidade ao viver nas ruas. Logo, cada um destes se encontra como pode: nos livros, nas rezas, nas prostitutas ou até mesmo nos seus companheiros. Ainda, a morte de Almiro por varíola é uma amostra de como a Saúde Pública não tinha capacidade de atender a demanda dos setores menos abastados da população baiana.

Em 2011, foi lançado um filme homônimo baseado no livro de Jorge Amado, que também conta a história dos meninos do trapiche.

A importância desta obra se dá pela perspectiva dos relatos da época e pelo fato de que, quase cem anos depois, grande parte mazelas sociais denunciadas ainda estão presentes na sociedade.

 Até a próxima!

Fonte: Canal do Ensino

[Total: 0   Average: 0/5]

Deixe uma resposta

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
error: Content is protected !!