Ócrun:

O bem e o mal se atraem

É a vida é mesmo maravilhosamente surpreendente! E porque eu digo isso? Simples. Quem me conhece sabe que eu amo livros, já perdi a conta de quantos livros já li ao longo dos anos e ao longo desses anos conheci pessoas (personagens) fascinantes, mas não conhecia nenhum autor, nem poeta e nem mesmo um simples resenhista como eu…

Fato é que essa aventura de resenhar começou a pouco mais de um ano, um ano de muitas alegrias, muito trabalho e o melhor neste ano conheci pessoas excelentíssimas, pessoas inteligentíssimas, com uma criatividade fora do comum…

E uma dessas pessoas que tive o prazer de conhecer mesmo que a distância foi a Cláudia, autora do livro Ócrun; o bem e o mal se atraem, e assim começo minha aventura na mais fascinante leitura fantástica; eu amei a história. Ela é bela, envolvente e emocionante. Fala de amor, preconceito, crenças, aventura e drama. Não chorei quando a li, mas confesso que fiquei a beira das lágrimas.

Gostei tanto que li em dois dias, eu acho, é que tinha outras leituras, então fui intercalando. Pra mim, o livro é fascinante! Eu a indico para quem gosta de fantasia, mas para quem não gosta também, pois a obra respinga em varias questões é uma obra para se divertir, sonhar, mas também para refletir. Tem um final emocionante, mas eu estava torcendo por outro, rs. Vale a pena ler este livro! 

Dito isso, vamos ao enredo. A história se passa no século XVII, em um vilarejo Frances de Laureville e narra o romance proibido entre um jovem supostamente bruxo e uma jovem destinada a um convento. Nesta cidade todos acreditam que existe um bruxo e este atormenta a todos com seus feitiços maléficos.

O que se sabe é que um jovem chamado Ócrun, nasceu numa sexta-feira treze do mês de agosto à meia-noite, havia lua cheia e ele era o sétimo filho de uma família já com seis filhas mulheres. Na época a crença era que se uma mulher tivesse seis filhas ou filhos do mesmo sexo, o sétimo seria um bruxo (a). Por incrível que parece hoje me pleno século XXI, já ouvi gente dizendo esta besteira.

Enfim, voltemos à história, assim, segundo o povoado, Ócrun quando  criança, já praticava bruxarias e tinha poderes mágicos, o que assustava muito toda a província. E por cauda dessas mágicas, ele foi acusado de matar um padre em uma missa ainda muito jovem, com apenas doze anos.

Desta feita, expulsaram-no do vilarejo, depois de inúmeras  tentativas de matá-lo, sem sucesso. Para piorar a situação de Ócrun, sete crianças haviam sido assassinadas com requintes de magia negra, e outras atividades supostamente paranormais haviam sido testemunhadas por moradores, resultando na fuga do suposto bruxo.

Mas como a vida é surpreendente até no meio da fantasia e do misticismo da época, o amor acontece entre Cristiane, a jovem que pretendia ser noviça de um convento e o jovem Ócrun acusado de ser o bruxo e ter cometido diversos crimes.

Após sofrer um acidente, Cristiane é socorrida e cuidada pelo jovem bruxo descobre que ele é um homem extremamente bondoso e com dons  sobrenaturais. Assim, a jovem testemunhando a bondade, a inocência do jovem procura a todo custo convencer a província do grande erro que todos estavam cometendo em acusá-lo.

Porém, ao invés de melhorar a situação do jovem bruxo, ela se complica ainda mais, pois agora o Vaticano ordena a “Santa Inquisição” para cuidar da questão.

Um livro pequeno no tamanho, mas grande no conteúdo, leitura altamente recomendável!

Boa leitura!

Espalhe esse post por ai!

As crônicas de Nárnia

as-cronicas-de-narnia1

Já deu para perceber que eu não tenho um estilo definido, né!

Pois, bem a resenha de hoje é o maravilhoso livro As Crônicas de Nárnia, que é na verdade uma coleção de sete livros infantis escrito pelo irlandês C.S. Lewis contando as aventuras que acontecem em um mundo fantástico chamado Nárnia, eu vejo esta obra semelhando ao também maravilhoso livro A História Sem Fim, já resenhado no blog.

images

enfim, no mundo de Nárnia seus habitantes são criaturas mitológicas, animais que falam e alguns humanos. A mágica desse mundo nas histórias é a eficácia do bem combatendo o mau, é notável a presença de temas cristãos apresentados de forma sutil juntamente com algumas ideias do próprio autor.

cronicasdenarnia_1-750x380

Na Terra de Nárnia, Aslan é o Leão redentor responsável pela sua criação, ele criou Nárnia através do seu canto, como relatado em O Sobrinho do mago, este é um livro publicado em 1955 como parte de uma série de livros do mesmo autor, que nos conta a criação do mundo de Nárnia e de como o professor dono da casa entrou na história.

as-cronicas-de-narnia

Aqui também se conhece o caráter multiverso de Nárnia com o Bosque entre Mundos, que possibilita acesso a diferentes mundos através de lagos de dois anéis. O autor descreve na história um multiverso onde Nárnia é um dos vários mundos existentes juntamente com o mundo em que vivemos.

Aslan_on_table

Cada história propicia passagens diferentes do nosso mundo para o mundo de Nárnia. No livro O Sobrinho do Mago Polly e Digory personagens principais são dois amigos que estavam de férias da escola, sem ter muito o que fazer submetem a aventuras em uma casa vizinha e acabam encontrando uma passagem para uma sala secreta da casa do próprio Digory, onde seu tio fazia experiências com anéis que podiam levá-los para outros mundos.

cronicasdenarnia_1-750x380

Assim, Polly acaba como cobaia do tio de Digory e é mandada para o Bosque entre Mundos com os anéis mágicos, logo depois Digory vai atrás em socorro da amiga. Lá eles encontram um lago que dá passagem para um mundo chamado Charn, onde acabam libertando a Feiticeira Branca que acaba vindo para o nosso mundo.

450xN

Depois de muitas trapalhadas com o tio de Digory, Polly e Digory conseguem mandar o tio, a Feiticeira e um cocheiro de volta ao Bosque entre Mundos, e em seguida para um mundo vazio, onde Aslam naquele exato momento chegara para criar Nárnia.

Entre muitas aventuras os amigos retornam para o nosso mundo, e Digory traz para a sua mãe que estava doente, uma maçã que veio de uma árvore cujo frutos eram mágicos, prateados e dariam a vida eterna em Nárnia, e ela é curada.

Ele planta as sementes da maçã no quintal fazendo nascer uma grande macieira que mais tarde forneceu a madeira para o guarda-roupa que aparece em O Leão e o Guarda Roupa, outro livro desta série. As Crônicas de Nárnia, foi adaptado para a tv e o cinema. Eu adorei tanto o livro como o filme e espero sinceramente que vocês também gostem.

Boa leitura e bom filme!

Espalhe esse post por ai!

Crepúsculo

A história começa quando Isabella Swan se muda para a sóbria cidade de forks e conhece o atraente e misterioso Edward Cullen, assim, sua vida dá uma guinada apavorante e emocionante. Bonito, com um corpo atlético, olhos claros, voz pausada e dons sobrenaturais, Edward é ao mesmo tempo impenetrável e irresistível. Acontece que até agora, ele tem conseguido esconder sua verdadeira identidade, mas jovem Belle está decidida a descobrir seu segredo sombrio…

crepusculo_9-750x380

Eu li todos os livros da saga, achei interessante, esses não foram por modismo e o resultado foi positivo. Não sei vocês sabem, mas Crepúsculo inspirou até a escritora de 50 Tons de Cinza. A autora pretendia inovar e conseguiu com maestria. Sorte a nossa, né!

source

O livro conta uma história leve sobre vampiros, uma trama de fantasia urbana, jovem e romântica, tipo água com açúcar, que foge da linha dark que conhecemos sobre essas criaturas. Isabella é uma jovem com quase dezoito anos, inteligente, introspectiva, e mais sensata que sua mãe. Assim, devido ao namoro de sua mãe com um jogador, Bella, foi obrigada a ir morar seu pai, Charlie Swan, o xerife de Forks.

Forks é uma cidade de clima duvidoso, é sóbria e estranha. A cidade possui alterações repentinas de clima e chove boa parte do tempo. Ela e o pai são tão parecidos que rapidamente se adaptam a essa fase juntos. Ela cozinha, cuida da casa e estuda. Ele continua  sua rotina na cidade, na delegacia e sempre tenta conversar com a filha, além de tentar desvendar o mistério dos ataques de urso que a cidade anda enfrentando. Que na verdade não são ataques de ursos e sim de vampiros.

No primeiro dia de aula de Bella, na única escola da pequena cidade com os meninos sempre animados com a “garota nova” e as meninas morrendo de inveja pela novata. E é aí que conhecemos a família Cullen. Eles são extremamente respeitados e temidos pela cidade. O mais novo, Edward, desperta a curiosidade de Bella, levando-a leva a pesquisar sobre eles, sobre histórias que ouviu e procurar ficar mais próxima do que deveria.

download

Desde o primeiro contato deles fica claro que o garoto esconde algo. Alice, irmã de Edward, age como se Bella fosse sua melhor amiga. Emmett e Rosalie são discretos e Jasper é um mistério até metade do primeiro livro. Os pais, Esme e Carlisle são amorosos e cuidadosos. Temos ainda La Push, uma praia de domínio indígena e parte do território dos Quileutes, uma tribo da região de Forks. Jacob Black é filho do líder da tribo e logo se torna um dos melhores amigos da Bella.

download (1)

E logo isso se tornará um triângulo amoroso. James, um vampiro caçador, consegue ludibriar a todos e fazer com que Bella vá para perto dele. Ele quebra a perna dela e consegue mordê-la. Só que Edward chupa o local da mordida e retira o veneno. O problema é que, para ele, o gosto dela é irresistível e parar de bebê-lo não foi nada fácil, mas ele conseguiu! Ela foi para o hospital e se recupera. No final do livro, os dois vão ao baile do colégio juntos.

images (4)

Até hoje muitas pessoas se perguntam o porquê desse livro tão simples, ter feito um sucesso estrondoso no mundo editorial. Crepúsculo no geral é um livro simples, não tem grandes mistérios nem muitos momentos de ação.

O grande charme do livro é o romance e a autora conseguiu atrair milhões de leitores ao redor do mundo com uma história que narra à jornada de uma garota que se apaixona por um vampiro, com isso vem o dilema de que ela não pode ficar com o garoto por qual é perdidamente apaixonada porque ele pode querer matá-la a qualquer momento. A linguagem do livro é fácil, a escrita é envolvente e os personagens são cativantes.

Eu amei!

Espalhe esse post por ai!

Amanhecer

Sei, sei; eu já não sou mais uma mocinha, mas sim, eu leio estes livros… e adoro! E mais, assisti também os filmes, adorei!

oie_55iCZHamdTfg

Amanhecer, o último livro da saga de vampiros tem seus momentos de medos e tristezas. Aqui o autor fez um final nem tão feliz, pois então, vamos encará-lo, legais como parecem ser nesta série, os vampiros são maus, mesmo mortais.

images (2)

Muito próximo do primeiro livro, este quarto é o último da saga Twilight de Stephenie Meyer. Como em todas as parcelas finais, os mistérios são revelados e as perguntas foram respondidas.

7217875g1

Mas o que me fascina mesmo é como o autor descreve o mundo de Bella, agora que ela é uma vampira. Todos sabem como  os vampiros, os lobos e as bruxas são temidos, mas fica difícil vê-los tão terríveis com autores com tanta imaginação, criatividade e humor sem limites.

images (1)

Na historia, entre os vampiros, existe uma lenda, quase um mito, de uma criança nascida de uma mãe humana e um vampiro pai. Não é certo que a criança se torna, ou tão perigoso ele pode ser para o poder dos vampiros. Uma coisa é certa: a mãe sempre morre.

Download-Lua-Nova-Saga-Crepusculo-Vol-2-Stephenie-Meyer-em-ePUB-mobi-PDF-270x388

E assim, Edward pede a permissão de Jacob para mudar Bella se o pior acontecer, porque Bella estava sendo muito teimosa em manter gravidez, mesmo sendo seu corpo humano fosse tão frágil para isso.

images

Assumindo, no entanto, que Bella sobrevive à gravidez, e que a criança seja humana ou vampiro, esta criança terá que enfrentar outros obstáculos para sobreviver no mundo dos vampiros; a questão é: ele vai ser considerado um vicioso recém-nascido?

BD2-Promo-001

E sobre os Volturi, os preservadores do segredo? Quando um vampiro perto dos Cullen virou as costas para eles e para os Volturi relatou que viu o recém-nascido, os Cullen não conseguiam entender porque todos os membros do coven desceram sobre eles. E Alice viu algo que fez correr longe…

Será o fim para dos Cullen? E será esse o fim de Bella e Edward…?

Espalhe esse post por ai!

A História Sem Fim

Não tenho como começar de outra forma: A História Sem Fim é um dos meus livros favoritos. O melhor livro infanto-juvenil que já li. Simplesmente é incrível. Sabe aquele tipo de livro que te faz sair do seu mundo e te leva a uma viagem extraordinária, é A História Sem Fim; fiquei tão fascinada, que passei uma semana acreditando que a Terra do Nada existia e louca para ir para aquele lugar fantástico. Gente, não é maluquice de leitora fanática quando falo livro é maravilhoso. Ende instiga o leitor; cria novos cenários, novos mundos e nos leva a viajar pelo mundo da fantasia.

A História Sem Fim é história dividida em duas cores, vermelha e verde. A vermelha é quando Bastian está em sua vida comum e sem graça e a verde quando ele está no mundo de Fantasia, lendo o livro e, desta forma, participando de sua criação.

O livro tem 26 capítulos e, a introdução é quando Bastian encontra o Sr. Karl Konrad Koreander, o menino estava fugindo de outros garotos que queriam bater nele, e, para se esconder, deles e da chuva, entra em uma Alfarrabista, a primeira página é verde, já a seguinte é vermelha. Você deve estar se perguntando por que exatamente 26 capítulos? Simples, é capítulo para cada letra do alfabeto, isso mesmo, cada capitulo inicia com uma grande letra, separada em uma página, que dá continuidade ao parágrafo, essa letra vem acompanhada por desenhos dos personagens que aparecerão naquele capítulo. Hilário, não acham?

“As paixões humanas são misteriosas, e as das crianças não o são menos que a dos adultos. As pessoas que as experimentam não as sabem explicar, e as que nunca viveram não as podem compreender. A paixão de Bastian eram os livros” e coincidentemente a minha também.

Como já conhecemos Bastian, seguimos, então. O garoto se vê encantado pelo livro que o Sr. Koreander está lendo, e, logo que o homem sai, ele furta o livro. Virou um ladrão. Não voltando para casa, já que ninguém notaria sua falta, ele resolve se esconder no sótão da escola, assim não teria mais a obrigação de ir as aulas, mesmo porque agora era um fugitivo.

A história do livro que Bastian furtou, inicia-se com a ida de alguns seres, para a Torre de Marfim, estes precisam contar à Imperatriz Criança que algo estranho está acontecendo, o Nada está invadindo algumas partes de Fantasia! Porém quando eles chegam, notam, pela quantidade de mensageiros, que fantasia está tomada pelo Nada. Os seres caem, ou se jogam, pois, o grande Nada os atrai, alguns colocam apenas uma parte do corpo e esta desaparece.

“É como se uma pessoa ficasse cega, quando olhasse para esse lugar, não é?”

Nessa grande invasão do Nada, a Imperatriz Criança, que está se definhando, pede ao pequeno Atreiú para que ajude na busca do que pode salvar todos e tudo…, mas, o que Atreiú precisa encontrar? Pelo menos traz no pescoço o “Brilho”, o símbolo da Imperatriz para quem não o conhece, AURIN, é um amuleto de ouro, em forma de duas serpentes, uma escura e outra clara, que mordem a cauda uma da outra, formando uma figura oval. Pensativo, Bastian analisou a capa do livro que tinha nas mãos.

Muitas aventuras são intensamente vividas ao ler o livro. Bastian, Atreiú, e para todos que acompanha a história, Fuchur, o lindo Dragão Branco da Sorte, que chega para ajudar e enfrenta todos os perigos pelos céus de Fantasia. Durante a jornada de Atreiú, este sofre altos e baixos, perde seu grande amigo no Pântano da Tristeza, o cavalinho Artax, uma das partes mais tristes.

Em algum momento quando Bastian para de ler para se alimentar, ir ao banheiro ou fazer algum questionamento, as cores de sua vida mudam para vermelhas.

A História Sem Fim é, sem dúvida, a história magnífica e perfeita, escrita pelo autor maravilhoso Michael Ende, um livro impossível de ser esquecido, impossível de ser não ser lido. Boa viagem por esta história fantástica!

Altamente recomendável!