A Viuvinha

O livro relata o romance entre Jorge e Carolina. Ele, herdeiro de uma grande fortuna, que vem gastando todo o seu patrimônio irresponsavelmente. Este se apaixona por Carolina e começa a ver a vida de uma outra forma, mas às vésperas do seu casamento, é surpreendido por um antigo amigo de seu pai e seu antigo tutor, descobrindo estar terrivelmente falido.

Para saldar sua dívida e a honra de seu falecido pai ele toma uma atitude que transformará sua vida. Após essa decisão, o romance terá outra direção para Jorge e Carolina e cabe a nós leitores decifrar essa direção tão comovente e intrigante.

A história dá a entender que o destino de Jorge é marcado pela morte do pai e a sua fraqueza diante às coisas do mundo, sua imaturidade diante da vida e sua irresponsabilidade diante de sua fortuna

Segundo a qual Jorge em cinco anos acaba com um trabalho de uma vida inteira, o que acontece muito na vida real, com a herança de muitos. Desta feita, Jorge se se aplica ao comércio na intenção de resgatar a firma de seu pai morto.

Esse romance é um relato de fácil compreensão. Carolina extremamente delicada, meiga, vive com o noivo na singela casinha da rua de Santa Teresa fazendo reinar a intimidade doméstica.

A transparente inocência de Carolina torna-se nos olhos de José de Alencar um objeto de cuidados infindos, o autor não deixa escapar um só elemento para descrevê-la. O encanto de Carolina transmite aos próprios objetos que a cercam e neles se faz adivinhar.

O marido suicida-se, ou faz parecer um suicídio, na noite do noivado. Assim, no caráter encantador de Carolina começa a desenvolver a sombra do esposo que alimentada por um sentimento poético, que toma a forma de vida de seu verdadeiro esposo. É um romance ímpar, agradável de se ler e sonhar.

Boa leitura!

[Total: 0    Média: 0/5]
Tags:
Um comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *