As cruzadas por Luiz Galdino

As Cruzadas, é um assunto muito interessante, a gente sempre vê nos filmes, nas séries, mas estes são breves relatos; ajuda, mas não é como ler um bom livro. Pois, bem, As Cruzadas foram designações dadas às expedições militares empreendidas pelos cristãos por ordem do papado, a fim de expulsar os muçulmanos dos lugares santos.

Assim, desde os tempos mais remotos, lá pelo ano 1000, ano este que muitos cristãos viajavam para a Terra Santa em peregrinação. Os árabes, tolerantes colocavam poucas resistências aos viajantes. Em 1060, os Turcos conquistaram a Ásia Menor, Síria e a Palestina e as peregrinações sofreram profundas alterações.

Desta feita, para se defenderem da já conhecida belicosidade turca, os cristãos, organizavam-se em potentes agrupamentos armados, transformando as peregrinações em expedições guerreiras.

De regresso à sua pátria, os peregrinos defendiam a ideia de que era possível a conquista daquelas terras, ponderando também as suas riquezas.

Quando no final do século XI os Seljúcidas ameaçaram a existência de Bizâncio, fachada Oriental da cristandade, milhares de cavaleiros franceses, flamengos, alemães, normandos, etc., responderam afirmativamente ao apelo do Papa Urbano II para empenhar armas em defesa da fé cristã.

As cruzadas eram expedições de caráter militar, religioso e principalmente econômico e que se formaram na Europa, entre os séculos XI e XIII, contra os heréticos e os muçulmanos. Mesmo que não tenha sido um movimento exclusivamente religioso, estes eventos tiveram o espírito de religiosidade da cristandade europeia como fator importante de sua formação.

Assim, nos explica até onde a fé superava a razão, e como a cultura era manipulada pela igreja, era uma época que se vivia preso à ideia da condenação eterna trazida pelo pecado, nesse sentido era natural que o homem comum principalmente buscasse a salvação da alma através de atos de fé e penitência como nos mostra a história.

E uma das penitências desejadas para a tão estimada salvação era fazer ao menos uma peregrinação à Palestina, a Terra Santa, o local onde Jesus nasceu, sofreu e foi crucificado.

Os objetivos das Cruzadas era libertar a Terra Santa que fora conquistada pelos turcos seldjúcidas (dinastia do fundador Seldjuk), e que proibiu a peregrinação ao Santo Sepulcro, em Jerusalém; assim, tentativa do papado era de unir a Igreja Ocidental e a Igreja Oriental, separadas desde 1054 pelo Cisma do Oriente.

Cruzada-Net7Art

Outro objetivo também era a tentativa dos nobres europeus de se apropriarem de terras no oriente e a necessidade de algumas cidades comerciais europeias, principalmente italianos, interessados por entrepostos e vantagens em busca de produtos orientais e pela possibilidade de abertura do mar Mediterrâneo ao comércio e havia mais interesse, que era a explosão demográfica europeia, que gerou uma população marginal, sem emprego e sem terras, que uniu seu fervor religioso ao desejo de riqueza.

As principais Cruzadas foram as do o final do século XI à segunda metade do século XIII, nesta época houve oito cruzadas, que dirigiram sua luta contra os turcos no Oriente. Em 1095, o papa Urbano II pronunciou um inflado discurso no Concílio de Clermont, conclamando os cristãos a ingressarem na expedição cruzadista rumo ao Oriente.

Porém, como tudo tem consequências, as Cruzadas também tiveram e suas consequências do ponto de vista religioso, foi seu fracasso, já do ponto de vista econômico elas tiveram um papel importante no desenvolvimento comercial, com o fim da dominação árabe no Mar Mediterrâneo.

Quanto ao restabelecer as relações europeias com o norte da África e a Ásia, elas foram bem-sucedidas. Elas também foram responsáveis pela reabertura do Mediterrâneo ao comércio internacional e pelo desenvolvimento do comércio ocidental.

E não podemos nos esquecer também que às cruzadas a divulgaram na Europa ocidental parte dos conhecimentos das civilizações bizantina e muçulmana, o cultivo de novos produtos agrícolas e novas técnicas, na fabricação de vidro e tapete.

Livro de grande importância, muito bom.

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.