A Cidade Antiga por Numa Denis Fustel de Coulanges

Livro especificamente recomendado aos estudantes de Direito, de História, mas penso que todos aqueles leitores que apreciam um bom livro também vão se deliciar com Fuste de Coulanges, historiador francês maravilhoso que ocupou a cadeira de História da Idade Média na Sorbonne e dirigiu a École Normale Supérieure.

Li no início do curso de Direito, foi como separar o antes e o depois do meu quase nada conhecimento sobre a história civilizatória.

Nesta Obra-prima datada em 1864, o autor explica o estudo do passado como um encadeamento lógico dos fatos, elaborando assim um método científico. Nesse estudo, Fustel de Coulanges apresenta a história civil do mundo greco-romano centralizada toda no culto aos mortos, a religião como a conhecemos hoje.

Este livro espetacular é uma leitura obrigatória, importante para qualquer um que queira ter uma noção segura das bases da civilização ocidental. É impressionante e notório como nossas estruturas religiosas e sociais de um tempo tão remoto como a Grécia clássica e a Roma clássica ainda nos influenciam, como vivemos, cremos e pensamos.

O livro nos apresenta como a lei era a princípio parte da religião dos povos gregos, romanos e hindus. Nos tempos antigos, os códigos das cidades eram um conjunto de ritos, de prescrições litúrgicas, de preces, ao mesmo tempo que as disposições legislativas. As regras do direito de propriedade e do direito de sucessão estavam dispersas no meio de regras relativas aos sacrifícios, à sepultura e ao culto dos mortos.” (p.289.)

“O processo de geração das leis antigas é muito claro. Não foram inventadas por um homem. Sólon, Licurgo, Minos, Numa podem ter escrito as leis de suas cidades, mas não as fizeram. Se entendemos por legislador um homem que cria um código pelo poder de seu gênio, que o impõe a outros homens, esse legislador não existiu jamais entre os antigos. Tampouco a lei antiga originou-se do voto do povo.” (p. 292.)

“Por aí podemos avaliar o respeito e acatamento que os antigos, por muito tempo, sentiram por suas leis. Eles não viam nelas obra humana. Sua origem era sagrada.” (p. 298.)

“Essas disposições do antigo direito eram de uma lógica perfeita. O direito não nascera da ideia de justiça, mas da religião, e não podia ser concebido fora dela. Para que houvesse relação de direito entre dois homens, era necessário que antes houvesse entre eles uma relação religiosa, isto é, que ambos rendessem culto ao mesmo lar, e oferecessem os mesmos sacrifícios.” (p. 300)

“O direito não era nada mais que uma das faces da religião. Sem comunidade de religião não podia haver comunidade de lei” (p.301)

A obra de Fustel de Coulanges faz um bom resumo sobre as características do universo grego-romano, apresentando instituições sociais, organização da sociedade e suas ideias. Tudo relacionado à visão da religiosidade. O que é interessante e igualmente importante é que o autor tem uma visão positivista.

O livro descreve com maestria a origem da família, religião, propriedade e Estado, na Roma e na Grécia antiga. A Cidade Antiga, é um livro repetitivo, alguns leitores podem achá-lo chato por isso, mas é uma obra para ser estudada, neste quesito é até bom ser repetitivo, todavia, ele pode ser livro como outro qualquer, porém, por ser um livro escrito há muito tempo, esta leitura requer muita atenção, é um pouco difícil, mas é fundamental, essencial e muito esclarecedora para historiadores, estudantes de Direito e interessados em geral.

O livro também acabou um pouco com o misticismo das religiões atuais, mostrando o início das religiões romanas e gregas. Neste livro Fustel de Coulanges descreve o início da religião ocidental, romana e grega, e como a mesma influenciou a sociedade da época, começando pela religião familiar, e como essa influenciou no conceito de propriedade privada, a religião da cidade, um deus para cada povo, chegando até o conceito de Deus Cristão.

Uma grande viagem no tempo, eu viajei…bom eu vivo viajando…

Recomendo.

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.